Grupo Dom Bosco: Comentários Eleison CCCXXX (9 de novembro de 2013), por Dom Williamson

sábado, 9 de novembro de 2013

Comentários Eleison CCCXXX (9 de novembro de 2013), por Dom Williamson

FÁTIMA CONTESTADA


No início do século vinte, Deus seguramente deu ao mundo moderno duas grandes luzes: uma no campo teórico, em 1907, por meio de Pio X: a Encíclica Pascendi, visando a denunciar o erro chave do subjetivismo; e outra no campo da prática, em 1917, por meio de sua Mãe: as aparições de Fátima, a fim de prover um remédio para a monstruosa praga do comunismo. Mas o Demônio desviou a atenção que deveria ser dada à Pascendi, e levantou uma série de objeções para pôr Fátima em descrédito. Aqui estão algumas das principais:

*Como podemos levar a sério a versão do Cardeal Ottaviani da terceira parte do Segredo de Fátima se Nossa Senhora supostamente diz ali que uma terceira guerra mundial iria começar no final do século vinte? Os anos 2000 já vieram e se foram, e não houve Terceira Guerra Mundial alguma.

Há um interessante paralelo entre a segunda e a terceira parte do Segredo de Fátima. Na segunda parte Nossa Senhora disse que uma guerra pior que a Primeira Guerra Mundial iria começar sob o reinado do próximo Papa, que viria a ser Pio XI. Porém Pio XI morreu na primavera de 1939, e a Segunda Guerra Mundial foi declarada apenas no outono, quando Pio II já era Papa. O calendário de Nossa Senhora estaria equivocado? Não. Ela simplesmente se ateve à realidade e não às aparências. Na realidade, a Segunda Guerra Mundial começou em 1938, quando Stalin decidiu fazer um pacto com Hitler, o liberando para fazer guerra em sua frente ocidental. Vejam nas Cartas do Reitor de maio de 2000 (em eleisonkommentar.blogspot.com) toda essa fascinante história do verdadeiro começo da Segunda Guerra Mundial. Agora, se a versão de Ottaviani é ou não o verdadeiro “Terceiro Segredo”, não pode a realidade ser que a Terceira Guerra Mundial começou no Oriente Médio antes do ano 2000, por exemplo, com a primeira invasão do Iraque em 1991? As coisas nem sempre são como aparentam.

*Na Segunda Guerra Mundial nós vimos os horríveis bombardeios a Dresden, Tóquio e Nagasaki. O que há de novidade aqui?

Considera-se que o total de mortes na Segunda Guerra seja cerca de 66 milhões. Se alguém ler corretamente os tantos alertas de Nossa Senhora, e não apenas os de Fátima, verá que as baixas da Terceira Guerra Mundial e do Castigo irão ser contabilizadas em milhares de milhões. Na ordem de 100 vezes pior.

*Mas em que o Castigo material poderia ser pior do que o castigo espiritual de nossos dias?

É verdade que depois da queda de Adão e Eva, o Vaticano II foi o pior desastre em toda a história da humanidade. A maioria dos homens o vê como uma grande libertação. “Paus e pedras quebrarão meus ossos, mas as palavras nunca irão me ferir”, diz o velho ditado. Punições espirituais são em si mesmas muito maiores, mas elas provêem coisas materiais para que nós, homens, compreendamos (cf. Mt. IX, 6, e Jo , 27).

*Nossa Senhora prometeu em Fátima um período de paz se o Papa realizasse uma certa consagração. Os Papas têm realizado desde então muitas consagrações, mas nós não temos tido paz.

É verdade, tem havido muitas consagrações sem dúvida inspiradas por Nossa Senhora de Fátima, mas nenhuma ainda como ela pediu: pelo Papa, da Rússia, ao seu Imaculado Coração, em união com todos os bispos do mundo. Uma ou outra dessas quatro condições tem sempre faltado

*Nossa Senhora nos falou em Fátima de “nações sendo aniquiladas” e de “um período de paz”. Vimos nações aniquiladas na Segunda Guerra Mundial, e um período de paz nos anos 50. Suas profecias se concretizaram.

Quantas nações foram aniquiladas desde a Segunda Guerra Mundial, e quanto de paz houve na Guerra Fria nos anos 50? Nossa Senhora falou em Fátima de eventos de proporções muito maiores do que os que já ocorreram.

Sagrado Coração de Jesus, tem piedade de nós. Imaculado Coração de Maria, interceda por nós.

Kyrie eleison.

Nenhum comentário:

Postar um comentário