Grupo Dom Bosco: O Grande Castigo

quinta-feira, 25 de abril de 2013

O Grande Castigo

  Tradução por DominiCanes

O Grande Castigo anterior à Segunda Vinda de Nosso Senhor é algo desconhecido pela maioria dos católicos. Sobre isto, há um artigo revelador do famoso escrituralista espanhol, Pe. Benjamín Martín Sánchez. Este documento é o ponto de partida:


Algumas considerações a respeito:

1. O Grande Castigo encontra-se na revelação pública. O Pe. Martín assinala algumas
passagens da Bíblia. Há dezenas:

Objeção: os intérpretes geralmente relacionaram estas passagens ao Juízo Final.
Resposta: o ponto é opinável.

Isaías 29, 6: “E será isto coisa repentina e inesperada. O Senhor dos Exércitos visitará esta multidão em de trovões e terremotos, e grande estrondo de tufões e tempestades, e de chamas de um fogo devorador”.

Isaías 47, 11: “Cairá sobre ti a desgraça, e não saberás donde nasce: e  cairá sobre ti uma calamidade, que não poderás afastar com vítimas de expiação: virá repentinamente sobre ti uma imprevista miséria.” 

Jeremias 23, 19-20: “Eis que aquí se levantará o torvelinho da indignação divina, e a tempestade, rompendo a nuvem, descarregará sobre a cabeça dos ímpios… nos últimos dias é que compreendereis seu desígnio”.

Jeremias 30, 23: “Mas eis que aqui o torvelinho do Senhor, o furor que está respirando, a iminente tempestade, tudo descarregará sobre a cabeça dos ímpios. 24 Não apaziguará o Senhor o furor de sua indignação, até que tenha executado e cumprido os desígnios de seu coração: no fim dos tempos entendereis estas coisas”.

Zacarias 14, 6: “E naquele dia não haverá luz, senão unicamente frio e gelo. 7 E virá um dia que é conhecido somente do Senhor, que não será nem dia, nem noite; mas ao fim da tarde, aparecerá a luz”. 

A Providência tem reservado um meio imprevisto, que fará de um só golpe o que teria demorado muito tempo seguindo o curso normal das coisas” (Venerável Frei Jacinto Coma).

Repentinamente acabará a Revolução por um milagre que causará o assombro do universo” (Petite Marie des Terreaux).
2. Ao Grande Castigo se referem, igualmente, uma grande quantidade de revelações privadas. Desde a “Didaché” e “O Pastor de Hermas” até La Sallete e Akita, uma grande quantidade de profecias nos anunciam um grande castigo por meio do fogo nos últimos tempos. No documento a que corresponde este link:

diz-se que
“As profecias referentes à grande punição que precederá a um extraordinário triunfo da Igreja são inumeráveis. Todas convergem para a Mensagem de Fátima, que é sua confirmação, feita pela própria Virgem Mãe de Deus.
É possível observar algumas características das mesmas:

1) Não se contradizem umas com as outras, senão que se completam e se ampliam. 2) O Castigo virá de uma maneira inesperada, quando tudo parecer perdido. 3) Será terrivelmente exterminador. 4) Ademais de guerras, epidemias, convulsões naturais etc., haverá uma intervenção direta e visível dos demônios e das legiões angélicas. 5) O triunfo da Causa Católica se produzirá com um grande golpe da Providência e a Revolução cairá "colapsada" instantaneamente.
3. Segundo se depreende da leitura e da análise destas revelações, ao Grande Castigo seguirá uma grande restauração da Igreja e do mundo.
Prova por Fátima: “... e será concedido ao mundo um tempo de paz". Aqui surge uma dúvida: quanto tempo durará essa restauração ou paz? Sobre a duração, se pode supor razoavelmente que ela será de séculos.
Objeção: La Sallete parece dizer que essa paz durará só 25 anos: "Esta paz entre os homens não será larga; vinte e cinco anos de colheitas abundantes far-lhes-ão esquecer que os pecados dos homens são a causa de todos os castigos que ocorrem na Terra."
Resposta: não diz que a paz durará 25 anos, senão que em algum momento posterior ao início desse período de paz, haverá 25 anos seguidos de boas colheitas que farão esquecer, etc. O que causará a nova decadência? Não o sabemos, mas como nem o “Grande Castigo” nem a “Paz de Maria” tirarão da humanidade os efeitos do pecado original, é normal que haja novas crises.
4. A leitura das diversas profecias permite afirmar que o Grande Castigo consistirá em uma "chuva de fogo" que se produzirá durante "três dias de trevas". Um e outro fenômeno serão de índole milagrosa. A revelação da chuva de fogo e a igualmente reiterada profecia (presente tanto na revelação pública como na privada) dos “Três Dias de Escuridão” se identificam: são o mesmo “Grande Castigo” prévio à Parúsia, que também recebe o nome de “Juízo das Nações”.
5. É mais: este Grande castigo, que produzirá a morte de todos os malvados, dos inimigos de Deus, o extermínio de 2/3 (o ¾) da humanidade seria o meio pelo qual se produziria o Triunfo do Coração Imaculado de Maria. Deve-se notar que tal matança universal seria a maneira mais antiliberal de acabar com o liberalismo.
6. As datas... Este é um terreno muito resvaladiço, mas algo se pode conjecturar. A este respeito, tenha-se em conta que Malachi Martin disse conhecer o conteúdo do Terceiro Segredo de Fátima e assinalou, entre outras coisas, que até 2017 tudo o que fosse referente a esse segredo já se teria cumprido. O estigmatizado Ruffini disse, por sua vez, que o sucessor do Papa Bento XVI consagrará Rússia ao Coração Imaculado:

Há duas datas próximas muito significativas:
•         No ano 2017, a 100 anos de Fátima, poderia sobrevir o Grande Castigo ou outro castigo tremendo por não se ter consagrado a Rússia. Guerra nuclear, mundial o européia? Ler este excelente artigo:

•       Outra data chave é 2029, aos 100 anos exatos do pedido de consagração da Rússia. Interessante: 1959 é o primeiro ano do pontificado do primeiro Papa liberal, João XXIII (eleito em outubro de 1958). Neste ano o Papa anuncia o fatídico Vaticano II. Até 2029 são exatamente 70 anos, mesmo tempo que durou o cativeiro babilônico. A ocupação da Igreja por parte da seita liberal e modernista duraria os mesmos 70 anos.
E o Anticristo? Pode reinar na crise final e definitiva, posterior aos séculos da Paz de Maria; pode reinar logo após a guerra mundial-nuclear (2017?) e antes do Grande Castigo (2029?), etc.
Objeção: São Paulo parece dizer que o Anticristo será morto por Cristo em sua Parúsia: "E então será manifestado aquele iníquo, a quem o Senhor Jesus matará com o sopro de sua boca e destruirá com o resplendor de sua vinda" (2 Tes. 2, 8).
Resposta: a expressão “com o sopro de sua boca” admite diversas interpretações. A frase "com o resplendor de sua vinda" poderia indicar algo prévio à Parúsia. Acaso o mesmo fogo do Grande Castigo poderia ser como um resplendor da futura vinda de Nosso Senhor?

P. Miguel de Maria
Março de 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário