Grupo Dom Bosco: Pedido de orações

terça-feira, 24 de abril de 2012

Pedido de orações

Caros amigos e leitores,
Salve Maria!

O Grupo Dom Bosco pede orações, para que Deus, pela intercessão de S. Miguel e S. Jorge, possa cuidar da segurança de nosso pároco Pe. Aldo Dal Pozzo, na Vila C em Foz do Iguaçu.


No último sábado (21), dois integrantes do Grupo Dom Bosco estavam presentes na casa do Padre, na Paróquia Ns. Senhora da Luz, dedicados ao ensaio de nossa primeira Missa Tridentina, quando foram rendidos por dois bandidos armados por cerca de 10 minutos.

Além de roubarem pertences dos rapazes e dinheiro da Paróquia, os bandidos agrediram e ameaçaram de morte os rapazes e o Padre.

Este sacerdote vem sofrendo sérios riscos de segurança em sua casa. Já houve uma nova tentativa de arrombamento após este crime de sábado.

Contamos com vossas orações!

In Iesu et Maria,

André Renato Rinaldi
Coordenador geral do Grupo Dom Bosco

6 comentários:

  1. Caríssimos,

    Não temam, nem recuem em seu apostolado! São João Bosco há muito nos alertou, através de seus sonhos proféticos, acerca das perseguições que sucederiam a Santa Igreja e ao Romano Pontífice:

    " Era uma noite escura. Os homens não podiam mais discernir qual fosse o caminho para retornar a suas aldeias, quando apareceu no céu uma luz esplendorosíssima que esclarecia os passos dos viajantes como se fosse meio-dia. Naquele momento, foi vista uma multidão de homens, de mulheres, de velhos, de crianças, de monges, freiras e sacerdotes, tendo à frente o Pontífice, sair do Vaticano enfileirando-se em forma de procissão. Mas eis um furioso temporal escurecendo, um tanto, àquela luz. Parecia engajar-se uma batalha entre a luz e as trevas.

    Chegou-se a uma pequena praça coberta de mortos e de feridos, dos quais vários pediam conforto em altas vozes. As fileiras da procissão se tornaram bastante ralas. Depois de ter caminhado por um espaço de duzentos levantar do sol, cada um percebeu que não estava mais em Roma.

    O espanto invadiu os ânimos de todos, e cada um se recolheu em torno do Pontífice para guardar a sua pessoa e assisti-lo em suas necessidades. Naquele momento, foram vistos dois anjos que portavam um estandarte e o foram apresentar ao Pontífice dizendo: “Recebe o auxílio d'Aquela que combate e dispersa os mais fortes exércitos da terra. Os teus inimigos desapareceram, os teus filhos, com lágrimas e com suspiros invocam o teu retorno”.
    Levantando, depois, o olhar para o estandarte, se via escrito nele, de um lado: 'Regina sine labe originale concepta '(Rainha concebida sem pecado original) e do outro lado: 'Auxillium Christianorum' (Auxílio dos cristãos). O Pontífice tomou o estandarte com alegria, mas tornando a olhar o pequeno número daqueles que haviam permanecido em torno de si, ficou aflitíssimo.

    Os dois anjos acrescentaram: 'Vai depressa consolar os teus filhos. Escreve a teus irmãos dispersos nas várias partes do mundo que é preciso uma reforma nos costumes e nos homens. Isto só se poderá obter repartindo aos povos o pão da Divina Palavra. Catequizai as crianças, pregai o desapego das coisas da terra.' 'Chegou o tempo', concluíram os dois anjos, 'que os pobres serão os evangelizadores dos povos. Os Levitas serão buscados entre a enxada, a pá e o martelo, a fim de que se cumpram as palavras de Davi: Deus levantou o pobre da terra para colocá-lo sobre o trono dos príncipes do teu povo.

    'Ouvindo isto, o Pontífice se moveu e as filas da procissão começaram a engrossar-se. Quando, afinal, ele colocou o pé na cidade santa, começou a chorar por causa da desolação em que estavam os cidadãos, dos quais muitos não existiam mais. Reentrado, enfim, em São Pedro, ele entoou o Te Deum, que foi respondido por um coro de anjos, cantando: 'Gloria in excelsis Deo, et pax in terris hominibus bonae voluntatis'.

    Terminado o canto, cessou de fato toda escuridão e se manifestou um sol fulgidíssimo. As cidades, as aldeias, os campos tinham a população muito diminuída, a terra estava pisada como por um furacão, por um temporal e pelo granizo, e as pessoas iam umas para as outras dizendo com ânimo comovido: 'Há um Deus em Israel'. Do começo do exílio até o canto do Te Deum, o sol se levantou duzentas vezes. Todo o tempo que transcorreu para se cumprirem estas coisas corresponde a quatrocentos levantar de sol".

    Caríssimos, cabe-nos, mesmo que em número reduzido, sofrer as perseguições e tribulações, na mais firme esperança e fidelidade a Santa Igreja, ao Papa e aos bons costumes.
    Dessa forma, seremos agraciados pelo fulgidíssimo sol que se fará brilhar em tempo oportuno.
    Contem comigo, com minhas orações e sacrifícios.
    Um forte abraço a todos!


    SANDRO ANDRÉ AURELIANO DE SOUZA
    TOLEDO/PARANÁ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Sr. Sandro;
      Esse suposto sonho de Dom Bosco que o Sr. Sandro se refere só encontro em sites não confiáveis.
      Vocês, como seguidores de Dom Bosco, poderiam me esclarecer se esse texto é autêntico?
      Já pesquisei por horas e horas, pedi ajuda a vários religiosos, mas tudo em vão.
      Gostaria muito de saber isso, mas não obtenho resposta em lugar algum.
      Muito obrigado!

      Excluir
  2. Sr. Sandro,
    salve Maria Imaculada!

    Agradecemos imensamente vosso apoio. Pedimos que continue rezando por nós sempre, que assim faremos para com o sr. também.

    Tempos difíceis estes, mas, com a graça de Deus, podemos conquistar belos jardins neste deserto espiritual.

    Saudações!
    In Iesu et Maria,

    André Renato Rinaldi
    Grupo Dom Bosco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Sr. André Renato Rinaldi;
      Esse suposto sonho de Dom Bosco que o Sr. Sandro se refere só encontro em sites não confiáveis.
      Vocês, como seguidores de Dom Bosco, poderiam me esclarecer se esse texto é autêntico?
      Já pesquisei por horas e horas, pedi ajuda a vários religiosos, mas tudo em vão.
      Gostaria muito de saber isso, mas não obtenho resposta em lugar algum.
      Muito obrigado!

      Excluir
  3. Prezado Sr. André Renato Rinaldi;
    Esse suposto sonho de Dom Bosco que o Sr. Sandro se refere só encontro em sites não confiáveis.
    Vocês, como seguidores de Dom Bosco, poderiam me esclarecer se esse texto é autêntico?
    Já pesquisei por horas e horas, pedi ajuda a vários religiosos, mas tudo em vão.
    Gostaria muito de saber isso, mas não obtenho resposta em lugar algum.
    Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  4. peço a minha saúde e toda a minha família

    ResponderExcluir